A Unesco, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, reagiu com veemência às ameaças de atacar tesouros culturais do Irã, feitas pelo presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump.

No sábado (4), Trump disse no Twitter que os EUA fizeram uma lista de 52 locais que poderão ser alvo, caso o Irã tente retaliar o assassinato de um de seus generais de alto escalão. Ele acrescentou que alguns desses alvos são de "muito alto nível e importantes para o Irã e a cultura iraniana."

Audrey Azoulay, diretora-geral da Unesco, encontrou-se ontem, segunda-feira (6), com o embaixador do Irã na organização e observou que tanto os Estados Unidos quanto o Irã já ratificaram duas convenções, uma voltada à proteção de propriedades culturais durante conflitos armados e outra para proteger os patrimônios culturais e naturais da humanidade. Ela lembrou que essas convenções proíbem quaisquer ataques a esses locais.

Trump vem sido criticado pela ameaça, mesmo dentro dos Estados Unidos, com algumas pessoas argumentando que isso seria uma violação do direito internacional.

 

Fonte: Agência Brasil

Imagem: Google