A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) homenageou nesta segunda-feira (22/11), no Palácio das Artes, através da entrega da Ordem do Mérito Legislativo, mineiras e mineiros que se destacaram na recuperação econômica e social do Estado no pós-pandemia.

A secretária de Saúde de Montes Claros, Dulce Pimenta, recebeu a homenagem, por indicação do deputado Gil Pereira, por gerir com excelência o setor no município norte-mineiro durante o enfrentamento à pandemia.

Merecimento

Ao agradecer ao deputado a sua indicação, Dulce Pimenta ressaltou “o merecimento de toda a administração municipal de Montes Claros, a fundamental participação da equipe da Saúde e a decisiva atuação do prefeito Humberto Souto”.

“Parabenizo a nossa homenageada, secretária Dulce, distinção muito merecida pela sua gestão à frente da pasta, durante um período tão desafiador. Ao homenageá-la, reconheço também o excelente trabalho de toda a equipe da Saúde e do nosso amigo e prefeito Humberto Souto”, destacou o deputado Gil Pereira.

História

Nesta versão (2021), em cerimônia coordenada pelo presidente da Assembleia, deputado Agostinho Patrus, a comenda homenageou cidadãs, cidadãos e instituições que atuaram para amenizar a crise gerada pela pandemia de Covid-19 na economia, na saúde e na própria sociedade.

“Reconhecimento a todos que contribuíram e continuam contribuindo para a retomada do desenvolvimento econômico e social do Estado”, declarou o presidente, com ênfase na esperança, parceria e retomada da sociedade, referindo-se a episódios históricos, como a peste negra (século XIV) e a 2.ª Guerra Mundial, para destacar avanços alcançados depois deles, e às ações do Parlamento mineiro, dentre outras, o Recomeça Minas, programa para incentivar o Estado, em defesa da população mais vulnerável, especialmente.

Parceria

Falando em nome dos agraciados, a reitora da UFMG, Sandra Regina Goulart, defendeu a reconstrução conjunta entre pessoas e instituições. A reitora destacou a atuação da Assembleia durante a crise sanitária, citando o exemplo da vacina da UFMG, desenvolvida, segundo ela, graças ao trabalho de pesquisadores, mas também à parceria com os três níveis de governos e a ALMG: “Foram R$ 30 milhões destinados à pesquisa da vacina, referente a emenda parlamentar a projeto de distribuição recursos do acordo do Executivo com a Vale”.

A mesma emenda destinou outros R$ 54,5 milhões para o combate à pandemia de Covid-19 e à assistência a pessoas e segmentos em situação de vulnerabilidade social no Estado.

 

Fonte: Assessoria Dep. Gil Pereira