Uma excelente notícia para o Estado, especialmente a região Norte! “Nesta quinta-feira (30/06/22), o resultado da licitação realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), referente aos lotes 1 a 3, trará investimento total estimado em R$ 12,27 bilhões e geração de 24.545 empregos diretos, durante a construção dos empreendimentos em municípios norte-mineiros, principalmente”, celebrou o deputado Gil Pereira.

A Aneel licitou na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo) lotes em 13 estados do país para construção, operação e manutenção de 5.425 km de linhas de transmissão e de 6.180 MVA em capacidade de subestações, com investimento total estimado em R$ 15,3 bilhões.

Trabalho parlamentar

O Consórcio Verde (Cymi e fundo Brookfield) arrematou o primeiro lote, que inclui Buritizeiro, Pirapora, Várzea da Palma, Três Marias e Presidente Juscelino, dentre outros. O segundo e maior foi arrematado pela Neoenergia S.A., abrangendo Arinos e Paracatu. Já o terceiro lote (Jaíba, Janaúba, Capelinha e Governador Valadares) foi arrematado pela CTEEP.

“Resultados da minha luta para o avanço da energia solar e de outras fontes renováveis, neste caso graças à cobrança que fiz ao então ministro Bento Albuquerque para ampliação da nossa capacidade de escoamento elétrico, através destes novos ‘linhões’, por ele anunciados no dia 12/08/21, na Fiemg”, destacou Gil Pereira, que preside a Comissão das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos, da Assembleia Legislativa.

Principais centros de carga

O Norte de Minas ficará ainda mais conectado aos principais centros de carga do país, permitindo a continuidade da implantação na região das maiores usinas centralizadas e fazendas solares, contratadas ou em construção, além da geração própria solar (GD) e de outros setores da economia.

A medida atende à cobrança do deputado Gil Pereira ao Ministério de Minas e Energia (MME), à Aneel e à Empresa de Pesquisa Energética (EPE), para o urgente redimensionamento da infraestrutura estadual de transmissão de energia, visando atender ao excepcional crescimento da geração fotovoltaica (grandes usinas, geração própria e outros setores), especialmente na região. “Trabalho de uma década em prol do desenvolvimento sustentável e economia na conta de luz do consumidor”, afirmou Gil Pereira.

MG: líder em geração de energia solar

Pioneiro e líder nacional, desde 2012, o setor solar gerou mais de 50,6 mil novos empregos no Estado, renda e recursos tributários (cerca de R$ 1,2 bilhão) investidos pelos municípios em saúde, educação, asfalto, dentre outros serviços ao cidadão. Investimento total de R$ 8,8 bilhões no período.

MG possui, atualmente, cerca de 2.4 GW em potência instalada de geração fotovoltaica, segundo a Absolar, somando geração centralizada (730 MW) e geração distribuída (1.7 GW).

“Campeões nacionais, respondemos agora por 16,8% em potência instalada de GD no país, que atingiu 1 milhão de sistemas em telhados de casas, comércios, indústrias, terrenos e propriedades rurais”, explicou Gil Pereira.

Legislação inovadora

“É o melhor Estado para se investir, especialmente na região Norte, que lidera também a geração centralizada (grandes usinas e fazendas solares). Significa mais empregos locais e de qualidade (diretos e indiretos), investimentos privados e geração de energia limpa e renovável para diversificação da nossa matriz energética”, apontou Gil Pereira.

“Saímos na frente e mantemos a liderança. Resultado da luta que travei pela inovadora legislação mineira de incentivo ao setor, com leis de minha autoria, especialmente a de nº 22.549/17 (Lei da Energia Solar Fotovoltaica), primeira no país, que isenta de ICMS usinas até 5 MW, beneficiando sistemas de pequeno e médio portes”, informou Gil Pereira.

 

Fonte: Assessoria - Deputado Gil Pereira