No Assembleia Fiscaliza, nesta sexta-feira (10/12/21), em Belo Horizonte, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, apresentou informações referentes à gestão da sua pasta de janeiro a outubro deste ano, além de ter respondido questionamentos dos parlamentares.

A reunião, que faz parte de evento que amplia o papel de fiscalização do Legislativo, foi conduzida pela Comissão de Saúde. Também participou, como convidada, a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Ao destacar o trabalho do secretário da Saúde, Fábio Baccheretti, o deputado Gil Pereira reivindicou a “liberação de recursos financeiros da ordem de R$ 98 milhões, para a construção do Hospital do Câncer da Santa Casa de Montes Claros, que atenderá pacientes de todo o Norte de Minas Gerais, conforme projeto elaborado pela instituição filantrópica, que passará por licitação”.

Serviço de excelência

A Santa Casa, cujo superintendente é Maurício Sérgio Sousa, com 150 anos de serviços prestados à saúde da população norte-mineira, consolida-se como o maior hospital da região. Referência em serviços médicos de alta complexidade, recebe a demanda proveniente de outros 86 municípios, que juntos somam aproximadamente 2 milhões de pessoas, buscando socorro médico realizado com conforto, segurança, qualidade e humanização dos serviços prestados à comunidade.

Espaço

A construção do Hospital do Câncer da Santa Casa de Montes Claros será um marco na assistência ao paciente com câncer no Norte de Minas, pois tudo passará a ser realizado em um único local, garantindo o atendimento integral ao paciente oncológico, que contará com os serviços de equipe multidisciplinar completa, proporcionando mais eficiência e agilidade na realização do diagnóstico. De acordo com o projeto, o espaço será confortável e acolhedor, para tratar ainda melhor os pacientes.

“Tenho a convicção de que sua decisão em defesa desta causa será fundamental para a construção do Hospital do Câncer da Santa Casa de Montes Claros. Transformar este sonho em realidade se constituirá num dos maiores legados, dentre tantos, destinado à população norte-mineira”, declarou Gil Pereira, que encaminhou ofício a respeito também ao governador Romeu Zema.

Expectativa

Em resposta a Gil Pereira, o secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti, manifestou sua preocupação com o custeio anual do futuro hospital: “Há expectativa quanto ao planejamento para 2022 e, talvez em 2023, realizar o sonho de melhorar a saúde da região”.

Diante do pedido do deputado Gil Pereira por liberação de recursos para construir mais duas Unidades Básicas de Saúde em Montes Claros (Vila Anália e Vilage do Lago/Jaraguá II), com investimento de cerca de R$ 1,8 milhão para cada), Fábio Baccheretti reconheceu o problema relacionado a UBSs: “Neste ano, o Estado conseguiu arcar com o valor de cerca de 50 delas, enquanto outras serão viabilizadas com o acordo para acertar os restos a pagar, que será iniciado”.

Quanto aos investimentos no transporte de pacientes de hemodiálise, o secretário de Estado informou que estão previstos: “O objetivo é capilarizar este atendimento, de modo que haja serviços mais próximos do paciente e ele não precise se deslocar tanto”.

Além de abordar esses assuntos, o deputado Gil Pereira demandou ações para diminuir a procura por cirurgias eletivas: “Em 2022, diminuir a fila será o carro-chefe da pasta”, afirmou o secretário de Estado Fábio Baccheretti.

 

Fonte: Assessoria Dep. Gil Pereira