O público alvo do possível retorno às aulas presenciais é o infantil e seus pais estão sendo consultados sobre o que acham dessa retomada aos ensinos presenciais em salas de aulas, das escolas públicas da capital.

Segundo a prefeitura, o propósito maior é o de poder se organizar da melhor forma possível o atendimento a esse retorno, com base nas respostas que receber.

Ainda que um tanto antagônico às últimas declarações do prefeito Kalil, quando disse que “quem manda no retorno é a saúde e não a pedagogia”, tal propósito é de muito bom alvitre e traz esperança aos pais e alunos.

Cerca de oitenta mil famílias deverão ser alcançadas pelos questionários e isso contribuirá para a decisão final da prefeitura, sobre um possível retorno das crianças às aulas presenciais do ensino básico, após avaliadas todas as condições sanitárias e preventivas para aquela classe de alunos.