Para barrar esse fluxo de #desinformação, agentes de saúde, órgãos oficiais, pesquisadores e jornalistas estão trabalhando incessavelmente.

 

Fonte: IG jornalistasdeminas