Nas proximidades dos postos de gasolina de Belo Horizonte, filas enormes se formam desde o início desta manhã, com motoristas tentando abastecer os tanques de seus veículos, antes que haja uma interrupção no fornecimento.

Veja no vídeo a seguir as filas formadas na Avenida Érico Veríssimo, na região do Bairro Santa Mônica, em Belo Horizonte:

Conforme vínhamos anunciando antecipadamente, a categoria dos caminhoneiros, transportadores de minérios e de combustíveis, ameaçavam uma paralização em greve no dia de ontem, quinta-feira 25 de fevereiro, por insatisfação com os sucessivos e inexplicáveis aumentos promovidos pela Petrobrás nos últimos 45 dias e pelos aumentos nos impostos estaduais e municipais em vários estados da Federação.

Foram 4 aumentos consecutivos nos preços dos combustíveis, sem nenhuma explicação plausível para que tal acontecesse, em plena guerra para conter a pandemia de Covid-19, que provocou milhares de desempregos e uma drástica redução de renda da população e de empresas.

Enquanto os governos locais não se manifestam para conter ou mitigar os efeitos desastrosos de uma greve dessa categoria de trabalhadores, sem medir as suas gigantescas consequências, as filas vão se formando e o abastecimento ficando cada vez mais comprometido, em todos os segmentos da sociedade.