Na tarde da última terça-feira (12), um homem, de 39 anos, foi preso em Betim acusado de aplicar golpes em idosos, se passando por motorista de aplicativo. 

De acordo com a delegada Danúbia Helena Soares Quadros, o suspeito procurava por idosos na rua que aparentavam estar solicitando corridas via aplicativo. Ele se apresentava e oferecia a mesma viagem, fora do aplicativo, pelo mesmo valor. A maioria dos passageiros eram recolhidos no centro de Belo Horizonte, na rodoviária e região hospitalar.  

O suposto motorista não aceitava pagamentos em dinheiro, e na máquina de cartão instalou uma película que dificultava a visualização do valor que estava sendo pago, colocando assim preços muito mais altos. Os passageiros que não possuíam cartão eram coagidos e ameaçados. 

De acordo com as investigações, o suspeito fez pelo menos 15 vítimas, causando um prejuízo de mais de R$50 mil. Além disso, os valores cobrados variavam de R$700 até R$5 mil. 

Nos últimos golpes praticados pelo homem, foi usado um Toyota Corola e os crimes podem ter começado em 2020, quando atuava como taxista. Segundo o apurado, apesar de ser cadastrado como taxista, o homem não possuía cadastro em nenhuma plataforma de aplicativos de prestação de serviço. 

O suspeito já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas, crime patrimonial e violência doméstica.