Indispensável para as novas gerações, o uso do celular na sala de aula é tabu entre os educadores e, para muitos, é visto como inimigo da concentração e do bom aprendizado. Entretanto, professores do Colégio Santo Agostinho -Contagem têm procurado alternativas para adequar as metodologias de ensino numa sociedade guiada por algoritmos e cliques.

Para coordenadora do Departamento de Tecnologia da unidade da escola em Contagem, Narla Patrícia Rocha, o ditado "se não pode vencê-los, junte-se a eles" cai como uma luva no caso. Ela crê que os avanços no campo tecnológico são uma realidade sem volta. “Proibir não é a solução. Os educadores vão precisar aprender a gerir o uso dos aparelhos eletrônicos e transformá-los em aliados no processo de aprendizagem”, explica.

Pensando nisso, a educadora investiu em uma tendência cada vez mais popular nas plataformas digitais: o podcast. Os alunos da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Santo Agostinho Contagem foram estimulados a criar produtos sobre temas atuais ligados a ecologia, sustentabilidade ambiental e bioeconomia.

Os podcasts serão apresentados na escola no dia 8 de novembro, mas o trabalho multidisciplinar de iniciação científica já colhe os primeiros resultados. Os estudantes Diego Barros Belo e Eduarda Luiza Moreira de Souza representaram o colégio com o projeto na 7ª Febrat (Feira Brasileira de Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas), que aconteceu entre os dias 21 e 23 de outubro. A equipe ganhou a menção honrosa de melhor apresentação com voto popular.

Segundo Narla, que coordenou o projeto, o resultado é apenas a recompensa de um trabalho bem-sucedido. “O reconhecimento é muito bom, mas o que vale mesmo é ouvir a reação positiva dos alunos, que relataram ter aprendido e se interessado mais sobre o conteúdo durante a produção do podcast”, conta.

Ela explica, ainda, que a fixação dos assuntos foi feita de forma mais leve que o usual. “Os grupos precisaram estudar juntos para falar com propriedade e produzir um conteúdo de qualidade. Neste projeto, o aluno foi protagonista do processo. Ao fazer o próprio material didático, o aprendizado é mais consistente e dinâmico”, analisa.

Sobre o Colégio Santo Agostinho

O Colégio Santo Agostinho - unidade Contagem foi fundado em 1976  e faz parte da Sociedade Inteligência e Coração (SIC), mantenedora das quatro unidades do Colégio Santo Agostinho (BH – bairros Santo Agostinho e Gutierrez, Contagem e Nova Lima) e obras sociais (Barreiro - Contagem - Bragança Paulista - Rio de Janeiro). Saiba mais em www.santoagostinho.com.br