Belo Horizonte registrou, pela primeira vez, um caso de Covid-19 em um cachorro. O animal é da raça Boxer e conviveu com pessoas que tinham sido diagnosticadas com o vírus. 

A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), através de uma pesquisa que procura a presença do vírus em animais domésticos.  

De acordo com o professor David Soeiro, do Laboratório de Epidemiologia e Controle de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, os resultados da pesquisa mostram que, através do convívio humano, pets podem ser infectados, mas o contrário não pode ocorrer.  

No país, 11 animais já foram identificados com a doença, por isso, os pesquisadores pedem para que os humanos usem máscara ao se aproximarem dos pets.  

A pesquisa busca voluntários em Belo Horizonte para continuar realizando o trabalho. Interessados podem enviar um e-mail para covidufmg@gmail.com. Caso o tutor esteja em isolamento social, com confirmação de Covid-19 e vivendo no mesmo local que o animal, o teste é feito gratuitamente.