O Boletim epidemiológico divulgado ontem, segunda-feira (16), acusou 1,13 no número médio de transmissão por infectado (RT) da Covid-19. O indicador ainda está na cor amarela, contudo, é o número mais alto desde julho, mês que o índice de mortes pela doença foi o maior na cidade.

Os índices de ocupação por leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e de enfermaria utilizados pela Prefeitura de Belo Horizonte, continuam no verde. Em julho, a taxa de ocupação dos leitos de UTI ultrapassava 80%, e agora apenas 31,8%, mas o aumento da taxa de transmissão pode ocasionar novos alertas para controlar o vírus.

O aumento dos números no RT, pode fazer com que os governantes adotem medidas mais restritivas a fim de fazer com que o número volte a cair.

A medição do RT indica que de 0 a 0,99 em alerta verde, 1,0 a 1,19 alerta amarelo e acima de 1,20 o alerta é vermelho.

Apesar da capital mineira passar por uma situação confortável, de acordo com o prefeito reeleito Alexandre Kalil (PSD), caso haja uma alta onda do vírus novamente, as medidas necessárias serão tomadas.