Entre os dias 10 e 13 de novembro, Belo Horizonte recebe o maior e mais importante evento do setor elétrico brasileiro. A 25ª edição do Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia (SNPTEE) acontece no Expominas e vai reunir os principais agentes da área para discutir os principais temas do setor elétrico nacional.

Para esta edição do seminário, já estão confirmadas as presenças do diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone; do diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Eduardo Barata Ferreira; e do presidente da Cemig, Cledorvino Belini.

A cada edição, o SNPTEE reúne cerca de 2 mil participantes, entre profissionais experientes e iniciantes no segmento. Eles vêm de diversas instituições e empresas de energia elétrica, sejam elas ligadas à engenharia, consultoria, pesquisa, educação, fabricação de equipamentos e companhias que atuam especialmente na geração e transmissão de energia, tanto do Brasil quanto no exterior.

Em 2019, serão apresentados cerca de 600 trabalhos técnicos nos 16 grupos de estudos do evento. Além disso, acompanhando as mudanças do setor ocorridas nos últimos anos, o seminário terá dois novos grupos de estudos nesta edição: sistemas de distribuição, e sistemas de geração eólica, solar e armazenamento.

Segundo o superintendente de Planejamento e Operação de Geração e Transmissão da Cemig e coordenador-geral do 25º SNPTEE, Nelson Benício Marques Araújo, as mudanças realizadas buscam alinhar o seminário às tendências do setor elétrico, permitindo aos participantes debater temas relevantes e atuais, que contribuam para o crescimento sustentável das empresas. “A ideia do SNPTEE é ampliar e aperfeiçoar o conhecimento tecnológico alcançado e das pesquisas em desenvolvimento para melhorar a efetividade dos sistemas de potência do país”, destaca.

A coordenação do SNPTEE é feita em sistema de rodízio desde a sua primeira edição, em 1971. À frente da organização do evento estiveram grandes empresas, como Itaipu, CTEEP, Cemig, Copel, Furnas, Chesf, Eletrosul e Eletronorte.

Novidades desta edição

Uma das novidades do 25° SNPTEE é o encontro inédito de lideranças das empresas e das entidades de geração e transmissão de energia (Encontro de CEOs). De acordo com o coordenador-geral desta edição, o objetivo da ação pioneira é analisar os grandes temas do setor elétrico nacional.

Programado para o início da tarde de segunda-feira (11/11), o encontro de lideranças também pretende estreitar o relacionamento dos CEOs com o CIGRE-Brasil. “A ideia é discutir os principais desafios do setor, bem como promover a produção, o compartilhamento, a disseminação e a preservação de conhecimentos técnico-científicos, gerenciais e educacionais aplicados ao setor elétrico brasileiro”, explica Araújo.

Espaço para mulheres e jovens

O evento contará também com um espaço destinado aos jovens profissionais da área de energia: o Next Generation Network Showcase (NGNS), uma iniciativa do Comitê Internacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica (CIGRE). A ação vai acontecer nas tardes dos dias 11 e 12 de novembro. “A atividade propiciará aos jovens membros do CIGRE-Brasil a chance de apresentar seus trabalhos a um público especializado e desfrutar da possibilidade de construir networking desde o início da carreira”, ressalta o coordenador-geral do evento.

No início da tarde de terça-feira (12/11), acontecerá ainda a 2ª edição do Fórum de Jovens. A iniciativa promoverá o debate sobre a inserção de novos profissionais diante das transformações no setor elétrico. No dia seguinte (13/11), será promovida a 2ª edição do Fórum de Mulheres. A atividade busca valorizar as profissionais do setor, que já ocupam 22% dos empregos na área de energia elétrica em todo o mundo, segundo dados da Agência Internacional de Energia Renovável (Irena).

Esse encontro também se propõe a intensificar a integração entre homens e mulheres no CIGRE, melhorando os resultados das equipes de estudo e de trabalho do setor elétrico. “O Fórum de Mulheres foi inspirado em uma iniciativa do CIGRE Internacional ocorrido na Bienal 2014. Desde então, os comitês da China, Reino Unido, Brasil, entre outros, organizam eventos semelhantes para valorizar a presença feminina em diferentes trabalhos e carreiras da área de energia”, salienta a coordenadora executiva do 25º SNPTEE, Eliana Campos Figueiredo Vieira.

Confira a programação completa do XXV SNPTEE.