A Estácio Belo Horizonte passa a contar com a graduação em Medicina Veterinária no campus Prado (rua Erê, 207). O curso tem duração de cinco anos e o ingresso pode ser feito por meio de processo simplificado (mediante carta de apresentação), vestibular agendado (online ou presencial) ou via nota do ENEM. Com expertise de 20 anos nessa formação, a Estácio disponibilizará na capital mineira uma infraestrutura moderna, além de professores com ampla bagagem profissional.

A novidade evidencia um mercado que segue em plena expansão, tendo ganhado mais fôlego durante a pandemia. De acordo com uma pesquisa realizada em junho de 2021, pelas empresas DogHero e Petlove, 54% dos brasileiros adotaram um pet durante o isolamento social e a Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação) estima que a população de animais no país é de quase 145 milhões (cães, felinos, répteis e pequenos mamíferos, peixes ornamentais e aves ornamentais foram as categorias que mais cresceram).

É um setor que movimenta anualmente mais de R$ 45 bilhões, segundo o Instituto Pet Brasil (IPB). Para se ter uma ideia, pet food representa em torno de 50% do faturamento, o que colocou o Brasil na vice-liderança do mercado mundial de alimentos para cães e em terceiro lugar de alimentos para pets, de acordo com o Euromonitor International. Na sequência, venda de animais de estimação diretamente dos criadores reflete 12,1%; produtos veterinários – pet vet –, 11,8%; serviços gerais, 10,4%; serviços veterinários, 10,3%; e produtos de higiene e cuidado animal – pet care –, 5,6%. 

“Importante lembrar que a atuação do médico veterinário não se limita às cidades urbanas, sua presença é fundamental no agronegócio para garantir a saúde dos animais e, consequentemente, a produtividades e qualidade dos alimentos. O profissional pode atuar ainda em laboratórios de análise e pesquisa, responsabilidade técnica, auditoria, inspeção, perícia, como professor e consultor. Ou seja, poderá exercer funções em órgãos públicos ou privados, na indústria alimentícia ou farmacêutica”, ressalva o pró-reitor acadêmico da Estácio Belo Horizonte, Marcos Quadros.

“Estamos animados em criar essa oportunidade através de um ensino de excelência que prepara nossos alunos para o mercado de trabalho”, completa o gestor da unidade Prado, Jorge Piumbini.

Jorge Piumbini explica que os discentes irão se aprofundar em conhecimentos teóricos e terão disciplinas práticas em laboratórios, hospitais veterinários, além do estágio curricular obrigatório. Já no 1º período os estudantes colocam a “mão na massa”, o que os motiva e permite vivenciarem a realidade.

Instituição também lança novos cursos em formato que reúne o melhor do ensino presencial e do digital

A Estácio Belo Horizonte também lançou outros cursos este ano em formato híbrido. “Ciências da Computação, Enfermagem e Educação Física, no Prado; Engenharia Mecânica e Fisioterapia, no Floresta; Fisioterapia, na unidade Venda Nova. O semipresencial é um formato bem-sucedido que soma a expertise do presencial com a inteligência do digital, tornando as aulas mais interativas e colaborativas. O aluno garante a experiência presencial no campus com disciplinas em turmas presenciais regulares, incluindo laboratórios, até duas vezes por semana, além de cursar disciplinas com conteúdos nativo digitais por meio de uma plataforma de ensino digital disponível on e offline. É perfeito para quem busca flexibilidade de horário, mas não abre mão da experiência em sala de aula”, explica Bruno Chagas, reitor e diretor em Minas Gerais da instituição.   

Além dos novos cursos semipresenciais, a Estácio abriu o turno da noite para os alunos de Odontologia, no Prado. “É mais uma alternativa para quem deseja ingressar em uma graduação que trouxemos em 2019 e oferece uma infraestrutura singular e uma Clínica Escola para atendimento completo e gratuito à comunidade, em uma área de 600 m², com 30 estações e equipamentos de ponta, e um ambiente protocolar de limpeza e esterilização”, destaca Bruno Chagas.  As inscrições para as avaliações presenciais ou online podem ser feitas pelos telefones 4003-6767 (Regiões Metropolitanas) ou 0800 880 6767 (Demais Regiões).

 

Fonte: Raquel Moreno - Infinitacom