A angústia crescente provocada pelos momentos mais dramáticos da pandemia se tornou inspiração para a criação do espetáculo “Ópera Massacre", do diretor e historiador Gustavo Des. Ele explica que além das angústias, os tantos absurdos que permearam o noticiário durante o período também o influenciaram na construção do texto. “Como forma de escapar da angústia, solidão e melancolia, mudei meu cardápio musical, redescobri a música clássica, e me rendi de vez ao gênero do absurdo, meu gênero teatral favorito”, revelou o diretor.

Nesta trama inusitada, uma família entra em colapso quando se vê obrigada a preparar o velório da matriarca, uma distinta cantora de ópera que traz consigo uma particularidade: se recusar a morrer. Bastante existencialista, o enredo é marcado por aflições de todos os tipos: calvície, iminência de morte, falta de cadeiras e, consequentemente, um desejo incontrolável de sentar.

Em sua primeira peça encenada fora do ambiente virtual, Gustavo Des apostou nas parcerias. “Quando uma ideia é boa e você acredita nela, a coisa flui. Apresentei o texto a um colega ator no meu último dia de trabalho, trabalhava com marketing, e a resposta do Lucas (Michielini) foi tão emocionante que só me coube fazer essa "Ópera" acontecer”, comentou.

Nesse processo, grandes artistas chegaram para compor a orquestra e dar vida aos personagens, incluindo o ator paulista Tom Garcia, que abraçou Minas Gerais por acreditar no projeto, e a atriz e compositora mineira Clarice Carvalho, indicada ao Prêmio Copasa Sinparc (2019) como melhor atriz coadjuvante. Além destes, o rol de talentos do espetáculo também conta com: Axwell Godoi, Laura Damada, Thiago Latalisa e Gabriel Oliveira. A produção ficou por conta de Ramon Moreira, que além de produtor de conteúdo também foi coordenador de comunicação do Corre Criativo.

A peça fez sua estreia no início de junho, no Cine Theatro Brasil Vallourec, com casa cheia e plateia emocionada. E agora segue para uma curta temporada nos teatros da Funarte (dias 17, 18 e 19 de junho) e Feluma nos (dias 25 e 26 de junho). O espetáculo recebe os patrocínios das empresas Casa Pleno Imóveis e BLW Construtora.

Sinopse:

Como num recital improvisado de manicômio ou uma ópera regida pelo mestre horror, “Ópera Massacre” é um oportuno encontro da tragicomédia e o gênero do absurdo. Inesperado, caótico e, ao mesmo tempo, extremamente sólido na sua dimensão humana. Nesta trama mirabolante uma família entra em colapso quando se vê obrigada a preparar o velório da matriarca, uma distinta cantora de ópera com um defeito singular: se recusar a morrer.

Ficha técnica:

Texto e direção: Gustavo Des

Elenco: Axwell Godoi, Clarice Carvalho, Gabriel Oliveira, Laura Damada, Lucas Michielini, Thiago Latalisa e Tom Garcia.

Cenário: Anderson Ferreira

Figurino: Laura Vexisto

Coreografia: Deborah Leal

Iluminação: Rafael Bertolacini

Produção: Ramon Moreira

Assessoria de Imprensa: Naza Music

 ÓPERA MASSACRE

Teatro Feluma - 25 e 26 de junho

Local: Alameda Ezequiel Dias, 275 - sétimo andar - Centro, Belo Horizonte.

https://bileto.sympla.com.br/event/73086

Instagram: @opera_massacr3

E-mail: opera.massacr3@gmail.com

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa - Luciana Braga