O cantor e compositor mineiro Fi Barreto, de 25 anos, está cheio de planos para 2021. Ele, que começou a carreira musical no grupo Vai Sambaska, quando tinha apenas 15 anos, se prepara para lançar o álbum “São Francisco”, o primeiro da carreira solo dele. Para marcar o início desse novo projeto, o artista divulgou recentemente a faixa “Tereza de Teresina”, disponível nas plataformas digitais.

Para este álbum, o cantor revelou que buscou inspiração na herança nordestina da família. “Uma das bandeiras que eu levanto é a da música brasileira, e o Brasil é muito mais do que é feito no eixo Rio-São Paulo. O que eu quis fazer em ‘São Francisco’ foi buscar essas referências do Norte e do Nordeste do país”, explicou. Segundo ele, uma das grandes influências para o projeto é o bisavô Alberto Deodato (1896-1978), escritor que nasceu em Sergipe e que se mudou para Minas.

O nome “São Francisco”, disse o compositor, é uma referência ao rio e também à trajetória do bisavô. “Meu bisavô saiu de Sergipe e veio ser escritor aqui em Minas. O rio nasce aqui em Minas e vai desaguar lá em Sergipe. Então eu faço um caminho contrário ao do meu bisavô, e ‘subo’ os Estados em busca de referências para as minhas músicas”, comentou. 

Na recém-lançada “Tereza de Teresina” é fácil identificar elementos associados ao Nordeste brasileiro. A letra conta a história de um homem que, para elogiar a mulher amada, a chama de “graviola”, “pitomba”, “cajuína”, entre outros nomes. “Ela tem uma mistura do tradicional desses lugares com o novo. Por exemplo, tem um solo de acordeon com a música feita em cima de beat”, explicou o artista, revelando que o novo projeto também traz uma nova linguagem para a carreira dele. “‘Tereza de Teresina’ foi criada totalmente em cima de beat (ritmo cadenciado que serve de fundo para a composição); antes eu fazia a bateria das músicas primeiro”, revelou Fi Barreto.

Feito de maneira independente, “São Francisco” foi gravado em Belo Horizonte e terá sete canções autorais. O álbum ainda não tem data de lançamento definida, mas o cantor garante que ele será disponibilizado em breve. Até lá, ele planeja divulgar outras músicas do projeto. “A princípio a gente tinha pensado em um intervalo de um mês e meio entre cada lançamento”, contou o compositor, que também planeja voltar a fazer shows assim que possível para apresentar as novas canções. “As pessoas já estão sendo vacinadas”, comemorou, referindo-se à imunização contra a Covid-19. 

Carreira

Fi Barreto é formado em Direito e concilia a arte com a advocacia.  “O trabalho como advogado também é um meio de financiar os meus projetos musicais”, comentou. Segundo ele, a decisão de lançar carreira solo veio após concluir a faculdade. Além de “Tereza de Teresina”, ele já lançou outros cinco singles desde então, todos de maneira independente. O primeiro foi “Lais de Guia”, divulgado em 2018. Em 2019 chegou “Quem É Ela”, música mais executada do artista no Spotify.  

 

Acompanhe Di Barreto na internet:

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCxDai32nnH7EB4s8l0I4dbg/featured

Instagram: https://www.instagram.com/fi.barreto

Spotify: https://open.spotify.com/artist/5hJ0ykBQGDxLmp3Lw7DpBe