O que os filmes “Justin Bieber: Never Say Never”, “Divinas Divas” e “Elena” têm em comum? Esses documentários lotaram as salas de cinema e mostram que o público quer conhecer a realidade de pessoas, fatos ou lugares na tela. Para falar sobre o assunto, o Cinematógrafo apresenta, no último episódio da série, nesta sexta (12), a história desse tipo de gênero, títulos que conquistaram o mundo e o as produções mineiras.

No programa, o jornalista Rodrigo Castro conversa com a doutora em Cinema e professora Ursula Rösele. Ela traça um histórico do documentário no mundo e comenta sobre cineastas que assinaram filmes do gênero, como Humberto Mauro e Eduardo Coutinho. O episódio ainda mostra o trabalho “Rainha Nzinga chegou” (2018), dirigido pela cineasta e antropóloga Júnia Torres e pela rainha de congo da Guarda de Moçambique Treze de Maio Isabel Casemira. O jornalista Fernando Tibúrcio também faz a crítica dos trabalhos da cineasta senegalesa Safi Faye, uma das pioneiras do continente africano a assinar documentários com filmes distribuídos no mercado.

O Cinematógrafo, da Rede Minas, é apresentado por Fernando Tibúrcio e tem como foco o cinema. O programa, que estreou na Internet com direção de Johanes Junqueira, caiu no gosto dos internautas e ganhou a tela da TV pública em 2018. Nesta terceira temporada, o programa tratou sobre gêneros. Uma nova temporada já está em produção e deve estrear, em breve, na Rede Minas.

SERVIÇO:
Cinematógrafo – 3ª temporada – Gêneros cinematográficos
Último episódio: “Documentário”, sexta, dia 12/07, às 20h45
Apresentação: Fernando Tibúrcio