Expectativa é de aumento na produção de soja, na ordem de 8,2 milhões de toneladas, um crescimento de 6,8% em relação a igual período de safra do ano passado, em contrapartida ao declínio do milho e do algodão.

Assim, a agricultura brasileira vem batendo recordes atrás de recordes, aumentando seu volume de produção de forma sistemática, aplicando novas tecnologias de precisão, produzindo mais em uma mesma área de plantio.

No geral, as marcas alcançadas no mês de Dezembro de 2020 foram de 254,1 milhões de toneladas e para 2021 espera-se alcançar o volume de 260,5 milhões de toneladas.

As regiões do território nacional, que participaram na produção de todo o volume esperado, foram Centro-Oeste com 47,9%, Região Sul com 28,8%, Região Sudeste com 10,1 %, Nordeste com 8,9% e Norte com 4,3%.

Diante de preços mais compensadores para a produção de soja, para ela os produtores deverão optar por aumentar a sua produção, em detrimento da produção de milho.

 

 

Fonte: IBGE