O Produto Interno Bruto caiu mais ainda em sua perspectiva anual. Se nanica no início de janeiro, com índice minguado de desenvolvimento pouco acima de 2%, hoje é ínfima, caso não zere até dezembro. O Brasil cresce como rabo de cavalo... Sempre e para baixo.