10 membros da equipe técnica de averiguação da OMS já estavam à caminho da China, quando o Dr. Tedros Adhanon, chefe da entidade, foi informado de que as autorizações de entrada ainda não haviam sido despachadas, e que o país ainda estava negociando tal procedimento com a ONU.

Já desde que se tomou conhecimento da ocorrência da pandemia mundial, com vários países sendo diretamente afetados com a profusão das contaminações, que a China não facilita o acesso de órgãos de interesse às informações, para que medidas de contenção e de mitigação dos efeitos da pandemia pudessem ser adotadas tempestivamente.

O país alega que não tem havido uma consonância de entendimentos, entre as partes envolvidas, com relação a uma possível, ou possíveis datas para que tal permissão ocorra.

Cientistas creem que a disseminação do vírus da Covid-19 tenha se originado por via animal, através de morcegos, animais estes, que são largamente consumidos como alimento entre os chineses.

Não se tem conhecimento, até o momento, de outro possível hospedeiro vetor.