Uma força-tarefa, coordenada pelo Ministério da Saúde, cuidou para que 30 unidades geradoras de oxigênio fossem instaladas em vários hospitais da capital e do interior do estado do Amazonas, em território brasileiro.

Hospitais da capital e do interior receberam as usinas geradoras do gás, e estão aptas a pleno funcionamento, para gerar, por dia, mais de 15 mil metros cúbicos.

Ao todo, o plano de ação do Ministério da Saúde contempla a instalação de 74 usinas e miniusinas geradoras de oxigênio, a serem instaladas no Amazonas.

Das primeiras 30 unidades, que já estão em operação, 16 estão na capital amazonense, das quais três estão em rede privada e as demais estão distribuídas pelo interior do estado.

Entre compras do Ministério da Saúde e doações de diversos órgãos, todos empenhados e comprometidos em mitigar os efeitos do quadro terrível que se abateu sobre o Amazonas, as demandas prioritárias vão sendo atendidas com tempestividade.