Nesta quinta-feira (01), a covid-19 tirou a vida do ator João Acaiabe, aos 76 anos. O ator estava internado no Hospital Prevent Senior, em São Paulo, desde o dia 15 de março diagnoticado com o vírus. 

Sua morte foi confirmada por amigos através das redes sociais. 

De acordo com a publicação feita em seu instagram, Acaiabe tomava todos os cuidados para não se infectar “João foi diagnosticado no dia 15/03 com o Covid 19, ele que que, como poucos, tomava todos os cuidados para não se infectar e não transmitir o vírus.” 

Além disso, quando foi internado o ator pediu para que a família não fosse avisada para “evitar que os seus milhares de amigos, admiradores enviassem uma grande quantidade de mensagens, telefonemas e porque, no fundo, acredita que vai superar o coronavírus.” 

O ator vinha apresentando um quadro de melhora, contudo, após uma piora, precisou ser transferido para a UTI e intubado. Em seguida, Acaiabe sofreu duas paradas cardíacas e acabou falecendo.  

O sepultamento acontecerá na cidade de Espírito Santo do Pinhal, na região de Campinas, interior de São Paulo, onde nasceu. 

 
Carreira 

João Acaiabe começou a carreira ainda na adolescência, trabalhando como radialista. Estudou teatro na Escola de Arte Dramática de São Paulo (EAD) e atuou em quatro novelas na TV Tupi. Na TV Cultura o ator ganhou destaque com o programa Bombalalão, e na TV Bandeirantes também teve muitos personagens.  

Na TV Globo o ator participou de novelas como "A Viagem" e "Dona Flor e seus Dois Maridos", mas destacou-se como o Tio Barnabé em Sítio do PicaPau Amarelo e o “Chefe Chico” em um remake de Chiquititas no SBT.