A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro do medicamento enoxaparina sódica, indicado para tromboembolismo, mas que tem sido utilizado no tratamento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19). A informação foi divulgada pela Biomm, que detém, desde abril de 2020, a exclusividade de licenciamento, fornecimento, distribuição e comercialização do produto em território nacional.

Em comunicado, a companhia reforça que o registro do medicamento, com nome comercial de Ghemaxan, foi tratado como prioridade pela Agência reguladora, justamente, devido à administração por pacientes com o novo vírus.

“A enoxaparina sódica é amplamente utilizada no tratamento e na profilaxia do tromboembolismo e está sendo utilizada no tratamento de pacientes com Covid-19. Devido ao uso da enoxaparina para o tratamento da Covid-19, o registro do Ghemaxan foi priorizado pela Anvisa”, destacou a empresa farmacêutica, em comunicado à imprensa na segunda-feira (16/11).

Nesse sentido, a Biomm destaca que irá solicitar a autorização de preço junto à Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cimed).

“Após a aprovação do registro, a companhia, detentora, com exclusividade, do fornecimento e distribuição do Ghemaxan no Brasil solicitará autorização de preço do produto junto à Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos", explicou a Biomm.

Segundo o Valor Econômico, o fármaco é fabricado pela indústria farmacêutica italiana Chemi, com quem a Biomm fechou parceria de comercialização nos primeiros meses deste ano. Um ponto importante é que a substância já é vendida em países da Europa e nos Estados Unidos.

 

Fonte: ICTQ - Wandy Ribeiro