Belo Horizonte, março de 2021 – O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, recebeu nesta segunda-feira (3), por volta das 18h35, a primeira remessa de vacinas da Pfizer com cerca de 50 mil doses. Essa é a 11ª remessa de vacinas que chega ao aeroporto. Como das últimas vezes, toda a carga foi encaminhada à Central de Rede de Frio da Secretaria Estadual de Saúde (SES) para envio às Unidades Regionais de Saúde (URS) de Minas Gerais.
 

Linha do tempo

  • No dia 18 de janeiro, em um momento histórico, o aeroporto recebeu 577.480 doses da CoronaVac.  
  • Em 24 de janeiro, uma aeronave chegou com 190.500 doses da vacina de Oxford, importada da Índia.  
  • No dia 25 de janeiro, o aeroporto recebeu uma nova remessa de vacinas com 87.600 doses da CoronaVac.  
  • No dia 7 de fevereiro, o aeroporto recebeu aeronave com 315.600 doses de CoronaVac.  
  • Em 24 de fevereiro, chegaram 357.400 doses de vacinas, sendo 220 mil da AstraZeneca/Fiocruz e 137.400 da CoronaVac.  
  • Em 3 de março, foram 285.200 doses de CoronaVac.  
  • No dia 9 de março, chegaram 303.600 doses de vacina CoronaVac ao aeroporto. 
  • Em 17 de março, foram 509.800 doses da CoronaVac. 
  • No dia 20 de março, chegaram ao aeroporto 542.550 mil doses da CoronaVac. 
  • No dia 26 de março, chegaram 116.600 doses da AstraZeneca/Fiocruz e mais 359 mil doses da vacina CoronaVac. 

 

 

Sobre a BH Airport

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil, que tem 49% de participação.