O que era uma tendência distante, já começa a ganhar cada vez mais adeptos no mercado automotivo do Brasil. O crescimento contínuo de emplacamentos de veículos eletrificados tem mostrado que a eletrificação no país chegou para ficar, seja em modelos híbridos ou totalmente elétricos. Segundo dados divulgados recentemente pela Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE) e Renavam, o ano de 2021 bateu recorde de vendas com 34.990 unidades comercializadas, uma alta de 77% sobre o ano de 2020 onde foram transacionados 19.745 unidades.

Uma das empresas que apostam nessa inovação da indústria automotiva é a Nissan Carbel Japão. A concessionária da Carbel Auto Group foi a primeira a comercializar o Nissan Leaf, o veículo totalmente elétrico da montadora japonesa, em todo o estado de Minas Gerais e tem realizado campanhas de incentivo à eletrificação.

“Estamos vivenciando uma nova era no mercado automotivo no mundo e o Brasil começa a despontar para essa realidade. Não é de hoje que a tecnologia tem se colocado à serviço do bem-estar das pessoas e é justamente essa inovação do elétrico, essa busca por um carro sustentável, silencioso e ao mesmo tempo potente é que tem encantado os compradores de veículos elétricos”, comenta Thiago Maia, diretor da Nissan Carbel Japão.

Líder de vendas

Segundo os mesmos dados da ABVE e Renavam, o veículo que despontou como líder de vendas no ano de 2021 na categoria automóveis e comerciais leves totalmente elétricos (BEVs) foi o Nissan Leaf. O hatch médio da Nissan vendeu pela primeira vez mais do que veículos de alto luxo no contexto de elétricos.

Para Maia, o carro elétrico está no caminho da inovação e da modernidade. Ele acredita que com incentivo de políticas públicas e planejamento, a eletrificação vai dar saltos ainda maiores nos próximos anos. “O nosso objetivo é promover o elétrico com campanhas e engajamento. Estamos com o Nissan Leaf em nossa loja da Contorno para que o cliente possa fazer test-drive. Além disso, temos levado o carro para condomínios de Belo Horizonte e Nova Lima em campanhas de road show”.

 
Fonte:  Cíntia Neves