Ainda no ano passado a Organização Mundial da Saúde lançou a campanha para o Dia Mundial Sem Tabaco 2021, com ciclo de um ano e intitulada “Comprometa-se a parar de fumar durante a COVID-19”. O desafio proposto pela OMS confirmou duas novas realidades para o tema: a influência duradoura do novo coronavírus na saúde da população, especialmente os fumantes, e o reconhecimento definitivo da tecnologia como recurso importante para quem quer deixar de fumar.

Já em uma das primeiras iniciativas, a agência de saúde da ONU utilizou o serviço de mensagens WhatsApp para implantar o “Quit Challenge” (Desafio para parar) e estimular a construção de comunidades digitais para apoio social. Antes, a OMS já havia lançado mão da tecnologia para criar ‘Florence’, profissional de saúde digital orientada por inteligência artificial (IA) que fornece orientações e recomenda linhas de ajuda e aplicativos de suporte para quem busca se afastar do cigarro. A ferramenta é oferecida atualmente em inglês e não há previsão para sua versão em português.

No Dia Mundial sem Tabaco de 2021, outra ferramenta tech também completa o ciclo de um ano: o aplicativo brasileiro Ismokay, lançado nessa mesma data em 2020 e disponível, desde então, nas plataformas para Android e IOS no Brasil, EUA e Europa. Através dele um importante conceito vem sendo consolidado, o das Mudanças Comportamentais, como fator indispensável para sucesso na jornada de quem busca largar o fumo. “Os estudos apontam claramente que o vício do cigarro não é exclusivamente químico, mas também comportamental. O foco do app é oferecer uma ferramenta na palma da mão para conduzir o usuário para aquisição de novos hábitos, orientando a substituição dos períodos em que a pessoa costuma fumar por ações que propiciem mais qualidade de vida, saúde e bemestar. Tudo isso com métricas e a visualização dos avanços, até ela sentir-se totalmente pronta para abandonar o cigarro”, explica Bernardo Chitarra, co-fundador da startup desenvolvedora do app Ismokay.

O tabagismo é reconhecido por especialistas como um dos vícios mais difíceis de serem vencidos. Em meio ao contigente de 20 milhões de fumantes no Brasil, de acordo dados do Ministério da Saúde, mesmo quem se dedica a abandonar o tabaco faz, em média, três tentativas frustradas antes de conseguir parar de fumar. Segundo a ONU, em todo o mundo cerca de 780 milhões de pessoas dizem querer parar de fumar, mas apenas 30% delas têm acesso as ferramentas que podem ajudar a fazer isso.

Para o Diretor de Promoção da Saúde da OMS, Ruediger Krech, em entrevista ao site da entidade, “agora é o momento certo para investir em serviços integrais de cessação de nível populacional” e cita os aconselhamentos rápidos, cessação virtual, serviços digitais e demais ferramentas que comprovadamente ajudam as pessoas a parar de fumar. “Serviços sólidos de cessação melhoram a saúde, salvam vidas e economizam dinheiro”, afirma.

Disciplina e desafios “Chamamos a metodologia do Ismokay de ‘Conscious Smoke’, tabagismo consciente, em português. Ela vem se mostrando eficaz para o objetivo de trazer mais eficiência à tentativa das pessoas em vencer o vício, atuando em duas frentes: a redução do consumo gradativo aliada a trocas comportamentais”, explica Marcelo Souza, idealizador do Ismokay e usuário do próprio aplicativo.

“Os testes foram feitos com grupos de pessoas que nos ajudaram a conceber o app e comigo mesmo, que estou vencendo o desafio e vou abandonar o cigarro muito em breve, seguindo meu cronograma no Ismokay”, relata.

A atualização do Ismokay 2021 trouxe novas etapas, chamadas no app de ‘Desafios’, que oferecem um conteúdo exclusivo para cada dia da semana. A missão do usuário é ler ou escutá-los para realizar os exercícios propostos (pelo menos uma vez ao dia, de preferência ao acordar). E é preciso um mínimo de disciplina: se alguma das atividades ou meditações propostas não forem realizadas, o usuário continua recebendo os conteúdos do desafio da semana, porém não será registrado como concluído.

“Seja qual for o desafio que o usuário escolher, o aplicativo estará com ele na segunda-feira logo cedo. O propósito é estar ao lado do fumante durante todas as fases, seja enquanto ainda possui o hábito, durante a jornada de transição e após conseguir abandonar o cigarro, para evitar recaídas”, explica Souza.

Covid e o cigarro Pesquisas realizadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) no ano passado confirmaram que 34% dos fumantes passaram a consumir mais cigarros por dia desde o início da pandemia. Destes, 22% passaram a fumar mais de dez e 5% estão fumando mais do que 20. Números que refletem como a ansiedade e estresse gerados pelas incertezas e o isolamento social funcionam como gatilhos para fumar.

Com a evolução da vacinação, o período pós pandemia começa a se confirmar e, com ele, uma fase convidativa para a adoção dos novos hábitos e mudanças comportamentais definitivas. “Visualizamos essa demanda e ela é uma tendência natural. Não faz muito tempo, quando ainda era comum fumar dentro de aviões, restaurantes e shoppings. As mudanças e inovações chegam para ficar”, concluem os sócios do Ismokay. O aplicativo Ismokay oferece versão gratuita (freemium), com acesso liberado para ferramentas como tabela de consumo e uma prática comportamental por semana, além de mensagens motivacionais.

Com a versão Premium (pago), o usuário desbloqueia acessos a trocas comportamentais avançadas (baseadas em sua performance ao longo do tempo), conteúdos inspiracionais exclusivos, campo de anotações integradas ao sistema entre outras funcionalidades. Todos os domingos, o app avalia como foi a performance do usuário e ele recebe o feedback para monitorar a evolução de seus indicadores, além de poder comparar com a média de outros participantes.

Outra novidade é a oferta do “Ismokay Voucher” para presentear outras pessoas com a assinatura do aplicativo, ajudando amigos ou familiares a vencerem o desafio de parar de fumar. OS NÚMEROS DE DEIXAR DE FUMAR* Após 20 minutos - Pressão arterial e frequência do pulso voltam ao normal Após 8 horas - Níveis de monóxido de carbono no sangue ficam regulados e o de oxigênio aumenta Após 24 horas - O risco de acidente cardíaco diminui Após 48 horas - As terminações nervosas começam a se recuperar e o olfato e paladar melhoram Após 3 meses - Circulação sanguínea melhora e a função pulmonar se recupera em 30% 1 ano sem fumar - Sintomas de tosse, rouquidão e falta de ar ficam mais leves 5 anos sem fumar - A taxa de mortalidade de câncer de pulmão cai pelo menos 50% 15 anos longe do cigarro - Os riscos de desenvolver câncer pulmonar se tonam praticamente iguais aos de uma pessoa que nunca fumo

 

Fonte: Informações do trabalho publicado pela empresa CVS Health Serviço Aplicativo Ismokay – Conscious Smoke disponível nas lojas Google Play e Apple Store www.ismokay.com Comunicação e Imprensa Eduardo Brandão (19) 988421680 imprensa@ismokay.com