A pandemia mexeu com o calendário das universidades e também com o do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O ano letivo já está em curso, mas a divulgação do resultado do Enem 2021 só está prevista para o dia 29 de março. O adiamento da divulgação das notas do exame causou uma distorção no fluxo habitual dos novos entrantes nas graduações, pois a nota da prova é o elemento central para a escolha da instituição, tanto por ser um critério de seleção, como fator determinante na busca por bolsas de estudo.

Como resultado dessa confusão, muitos jovens ainda estão sem estudar.  Preocupados com esse contingente, as instituições privadas estão permitindo a entrada tardia dos estudantes. No UniBH e no Centro Universitário Una, por exemplo, as aulas tiveram início no último dia 22 de fevereiro, mas continuam recebendo novos alunos.

“Os estudantes não querem desistir do seu sonho em função do atraso, por isso nos preparamos e estamos prontos para receber os entrantes pela nota do Enem ou mesmo antes dela sem prejuízo acadêmico, oferecendo acolhimento para os calouros”, diz a diretora da Una Contagem, Betim e Barreiro, Tatiane Puiati.

As instituições também ajudarão o aluno com a questão financeira. Quando sair a nota do Enem, o estudante poderá concorrer a bolsas de estudo. Quanto maior a nota no exame nacional, maior a bolsa que será oferecida de forma retroativa. “A ideia é que o aluno tenha a oportunidade de conquistar uma bolsa de até 100% em todo o curso”, explica o diretor do UniBH, Eduardo França.

Serviço:

Os interessados em fazer inscrição nas instituições e/ou obterem mais informações devem entrar nos sites:

 

 

Fonte: Izabela Ferreira - Rede Comunicação