Minas Gerais, dezembro de 2021 - A paixão por cães e gatos provoca o interesse em jovens pela carreira de veterinários desde cedo e a profissão tem amplas possibilidades no mercado de trabalho, desde a preservação do meio ambiente e da saúde pública até o bem-estar dos animais, sejam eles cães, gatos, animais silvestres ou grandes animais. Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), há mais de 80 mil profissionais cadastrados no Brasil – e os números só aumentam.  

Segundo o professor e responsável pelo hospital escola do curso de Medicina Veterinária da Faculdade Pitágoras, Jean Henrique Nunes de Paula, o estudante do ensino superior tem o primeiro contato com técnicas de intervenção em todos os setores associados à sanidade dos bichos. “Ao longo dos períodos, o aluno terá aulas teóricas e técnicas, começando com disciplinas introdutórias da área das Ciências Biológicas, e posteriormente ingressando em aulas práticas, incluindo laboratórios, estágio obrigatório, conhecimentos em saúde pública, principalmente no controle de zoonoses. Toda a grade é desenhada para preparar o aluno para a prática profissional”, explica. 

De acordo com Nunes de Paula, os médicos veterinários precisam saber lidar com situações adversas e ter ou desenvolver habilidade como empatia, boa comunicação, inteligência emocional e capacidade para tomar decisões em situações de emergência. O docente apresenta algumas das áreas que o profissional formado pode seguir: 

Clínica veterinária: animais de estimação de pequeno porte recebem atendimento de emergência ou acompanhamento médico em clínicas veterinárias. Nesse espaço, o profissional lida com cães, gatos, aves, peixes, roedores e até mesmo algumas espécies exóticas.  

Produção animal: estabelecimentos que trabalham com qualquer tipo de matéria-prima de origem animal, para fins alimentícios ou não, são obrigados a contar com um médico veterinário graduado e registrado no conselho de classe para fiscalização de controle e qualidade.  

Produção de produtos imunobiológicos, medicamentos e insumos: o profissional é responsável por desenvolver rações, medicamentos e vacinas para pets, gados e outros grupos de animais.  

Conservação de espécies: o médico veterinário tem a oportunidade de lidar com animais silvestres (em cativeiros ou no habitat natural) e criar projetos ecológicos com fins de conservação, preservação e educação ambiental.  

Zoonoses e saúde pública veterinária: existe a possibilidade de atuar no combate de doenças que podem se espalhar para população humana, por meio da vigilância epidemiológica, sanitária e ambiental. O profissional estuda as diferentes formas de transmissão de enfermidades e desenvolve métodos de prevenção, monitoramento e controle de doenças transmitidas de animais para os seres humanos.   

Pesquisa científica: o médico veterinário pode atuar como pesquisador, desenvolvendo estudos científicos que permitirão o avanço da ciência, contribuindo assim para a melhoria dos tratamentos médico veterinário e preservação da vida animal.  

MERCADO  

O médico veterinário pode ainda trabalhar com zoológicos e reservas, com fazendas e haras, em centros de pesquisa, com perícia técnica em competições esportivas, consultoria, anestesia, fisioterapia e outros segmentos. Segundo a CFMV, são mais de 80 áreas de atuação.  

Segundo o site Salário, que cruza dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do eSocial e do Empregador Web, a remuneração do profissional é de cerca de R$ 3.798,45 no Brasil, em 2021, para jornada de 39 horas semanais. O piso salarial para contratados em CLT está na média de R$ 3.466,81.   

 Sobre a Faculdade Pitágoras    

Fundada em 2000, a Faculdade Pitágoras já transformou a vida de mais de um milhão de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação, extensão e ensino técnico, presenciais ou a distância.  

Presente nos estados de Minas Gerais, Maranhão, Goiás, Ceará, Pará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Acre, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Paraná e São Paulo, a Faculdade Pitágoras presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Faculdade Pitágoras oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais.   

A Faculdade Pitágoras nasceu herdando a tradição e o ensino de qualidade oferecido pelo Colégio Pitágoras, fundado em 1966, que também deu origem ao grupo Kroton. Para mais informações, acesse o site da Pitágoras e o Blog Pitágoras

 Sobre a Kroton  

A Kroton nasceu com a missão de transformar a vida das pessoas por meio da educação, compartilhando o conhecimento que forma cidadãos e gera oportunidades no mercado de trabalho. Parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira de capital aberto dentre as principais organizações educacionais do mundo, a Kroton leva educação de qualidade a mais de 936 mil estudantes do ensino superior em todo o País. Presente em 1.672 municípios, a instituição conta com 131 unidades próprias, sob as marcas Anhanguera, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar e é, há mais de 20 anos, pioneira no ensino à distância no Brasil. A Kroton possui a maior operação de polos de EAD no país, com 2.259 unidades, e oferece no ambiente digital 100% dos cursos existentes na modalidade presencial. Com a transmissão de mais de 1.000 horas de aulas a cada mês em ambientes virtuais, a Kroton trabalha para oferecer sempre a melhor experiência aos alunos, apoiando sua jornada de formação profissional para que possam alcançar seus objetivos e sonhos. Acesse o site para mais informações.   

 

Fonte: Rosangela Fernandes - Ideal HKS -