Muitas bancas de jornais e revistas, na capital mineira, despertaram, há vários anos, para o fato de que a leitura deixou de estar no cerne de seu principal negócio, a partir da chegada das novas tecnologias. Em consequência, pouco se vende em matéria de publicações. Revistas e jornais escassearam em ofertas e compras. Diante deste quadro, restou aos proprietários de bancas, também concessionários, cujo funcionamento depende de uma série de normas e autorizações municipais, criarem novas opções. Eles partiram para a diversificação de produtos, a exemplo das drogarias. Essas têm a oferta de fármacos por opção secundária, estrategicamente posta no balcão ao fundo das lojas. Cosméticos, perfumaria, ração de animais, leite longa vida, quitutes, pão de forma, produtos de higiene e limpeza enchem as gôndolas, pois tornaram-se o principal atrativo. Os remédios, coitadinhos, são detalhes, assim mesmo se precedidos de receituário. Portanto, na tentativa de se adaptar aos novos tempos, as bancas, em minúsculo espaço físico, apelaram para a venda de uma gama de produtos outros que não jornais e revistas impressos, em decadência e extinção. Para uma cópia xerográfica ou a necessidade imprevisível de um óculos de leitura chinês se apela para as bancas repletas de guloseimas. A atividade econômica de pequena monta, como visto, não se sustentou. No papel de quiosques urbanos, elas passaram a oferecer café expresso e suas variações mais o pão de queijo aos transeuntes apressados. O presidente Jair Bolsonaro assinou Medida Provisória (892, 5 de agosto) extinguindo a obrigatoriedade de publicação de balanços e outros documentos de sociedades anônimas em Diário Oficial e jornais. Doravante, documentos contábeis e fiscais serão publicados em sítio eletrônico da Comissão de Valores Mobiliários e da entidade administradora do mercado específico. Várias publicações no país sobrevivem deste expediente, embora aos trancos e barrancos. Estão com morte decretada por carimbo oficial. As bancas de jornais em breve abrigarão profissionais de serviços rápidos em manutenção doméstica e veículos automotores, artesãos, floricultores, costureiras, etc. Podem crer...