O valor da conta de luz é um tema presente nos lares do Brasil.  É o que aponta a pesquisa realizada em novembro de 2021, pela Inteligência em Pesquisa e Consultoria (IPEC). Os dados mostram que 90% dos entrevistados dizem que a alta impactou ‘muito’ ou ‘um pouco’ no dia a dia da família. E diante do novo reajuste, divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os consumidores começam a pensar em alternativas de fontes de energia, como a solar, ou métodos simples para economia no orçamento mensal. 

De acordo com o coordenador dos cursos engenharia da Faculdade Pitágoras, professor Carlos Eduardo Brito, alguns hábitos e técnicas podem ser adotadas pelos usuários. “Consumir de forma racional pode gerar uma boa redução no custo final da conta de energia. É necessário buscar métodos que garantam a economia, como pequenas mudanças ou aquisição de equipamentos mais eficientes, lembrando que o investimento inicial se paga com a redução progressiva do valor da fatura de energia”, orienta.

O profissional orienta que medidas simples devem ser observadas no momento de adquirir um novo aparelho. “Algumas pessoas fazem compras por impulso ou por recomendação do vendedor, mas é preciso conhecer e adequar a potência para não gastar energia com a finalidade de fazer o produto funcionar. Dê preferência para produtos com certificado do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (PROCEL). Sendo que os selos com classificação ‘A’, são considerados mais eficientes e ainda ajudam o meio-ambiente” afirma.

Entre as formas de economizar energia, Brito destaca que é preciso atenção com os eletrodomésticos. “Em algumas residências, a geladeira pode representar até 30% da conta de energia, e normalmente é o eletrodoméstico que tem o custo mais alto de utilização, por isso, é importante adotar práticas como verificar se a borracha da geladeira apresenta boa vedação. Outro vilão doméstico é o chuveiro, nesse caso, o recomendado é diminuir o tempo de banho e a instalação deve ser realizada por um profissional”, pontua.  

Para usar a energia de maneira conscientemente, o coordenador indica que, se possível, deve dar preferência a ventiladores.  “Esse equipamento é mais econômico e pode consumir até 80% a menos em potência (watts) do que um ar-condicionado de 7.500 BTUs ou 2.197 watts. Caso opte pelo ar-condicionado, mantenha o filtro do mecanismo sempre limpo e evite usar durante o dia”, orienta o professor.

Para reduzir o consumo, o coordenador destaca que pequenas atitudes devem ser consideradas, como avaliar se as ligações dos eletrodomésticos estão corretas. “Dispositivos em stand-by podem representar até 12% do consumo total do equipamento. Não é recomendado ligar 2, 3 ou 4 aparelhos em um benjamim, isso também produz efeito joule, quando a energia elétrica se transforma em calor, e aumenta a possibilidade de incêndios.”, finaliza. 

Energia Solar

De acordo com a pesquisa do IPEC, 5% dos brasileiros têm buscado por fontes renováveis para evitar os aumentos da conta de luz. A energia pode ser aproveitada de forma fotovoltaica ou térmica. Por ser considerada uma fonte limpa, a energia solar é uma das fontes alternativas mais promissoras para obtenção energética. Para Brito, a escolha representa uma opção para reduzir os gastos com a energia. “A instalação é rápida e não é necessária a realização de grandes intervenções na construção. O sistema em poucos meses retorna o valor do investimento”, conclui.

Faculdade Pitágoras   

Fundada em 2000, a Faculdade Pitágoras já transformou a vida de mais de um milhão de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação, extensão e ensino técnico, presenciais ou a distância. 

Presente nos estados de Minas Gerais, Maranhão, Goiás, Ceará, Pará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Acre, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Paraná e São Paulo, a Faculdade Pitágoras presta inúmeros serviços à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Faculdade Pitágoras oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais.   

A Faculdade Pitágoras nasceu herdando a tradição e o ensino de qualidade oferecido pelo Colégio Pitágoras, fundado em 1966, que também deu origem ao grupo Kroton. Para mais informações, acesse o site.  

Sobre a Kroton 

A Kroton nasceu com a missão de transformar a vida das pessoas por meio da educação, compartilhando o conhecimento que forma cidadãos e gera oportunidades no mercado de trabalho. Parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira de capital aberto dentre as principais organizações educacionais do mundo, a Kroton leva educação de qualidade a mais de 1 milhão de estudantes do ensino superior em todo o País. Presente em 1.672 municípios, a instituição conta com 124 unidades próprias, sob as marcas Anhanguera, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar e é, há mais de 20 anos, pioneira no ensino à distância no Brasil. A Kroton possui a maior operação de polos de EAD no país, com 2.517 unidades, e oferece no ambiente digital 100% dos cursos existentes na modalidade presencial. Com a transmissão de mais de 1.000 horas de aulas a cada mês em ambientes virtuais, a Kroton trabalha para oferecer sempre a melhor experiência aos alunos, apoiando sua jornada de formação profissional para que possam alcançar seus objetivos e sonhos. Para mais informações acesse o site da Kroton.

 

Fonte: Rosangela Fernandes - Ideal HKS